Rss

Get Adobe Flash player

 
César Peixoto: "É uma honra ser treinador da Académica"
Quarta, 19 Junho 2019

O novo treinador da Académica, César Peixoto, foi esta quarta-feira apresentado de forma oficial como timoneiro da Briosa numa conferência de imprensa onde também marcou presença o Presidente da Direcção da AAC/OAF, Pedro Dias Roxo. 

Perante um Auditório muito bem composto por sócios e adeptos da Académica, César Peixoto mostrou-se muito feliz por abraçar um novo desafio na sua carreira. 

Aqui ficam algumas declarações do nosso novo mister:

- "É um clube histórico. Honra-me fazer parte dele. Estou completamente focado para atingir os objectivos. Acredito no projecto, no clube e nas pessoas do clube. Com muito trabalho e empenho temos tudo para conseguirmos os objectivos."

- "Pressão para ganhar é sempre positiva. Este é um clube que tem de estar na primeira liga. Neste momento é um clube que tem um projecto de subida, é importante todos percebermos que este é o momento do presente e do futuro."

- "O meu passado enquanto jogador, pelas equipas que representei, pelos balneários por que passei e os treinadores com quem tive o prazer de aprender todos os dias, penso que isso me dá a experiência e a bagagem para abraçar este projecto com confiança. Tenho muita confiança no meu trabalho e no da minha equipa técnica. Esta experiência como jogador projecta-me para a minha carreira que hoje tenho como treinador. Acredito em competência, trabalho, organização, talento e sobretudo em paixão, em fazer mais e melhor, em aprender todos os dias, e penso que é isso que nos vai levar à vitória."

- "A Académica é um clube apetecível para qualquer treinador. Quando recebi o convite fiquei extremamente feliz e satisfeito. É uma honra ser treinador da Académica porque é claramente um histórico do futebol português."

- "Não estamos atrasados na preparação. O processo está em andamento. Vamos fazer uma equipa forte, vamos estar a lutar pelo objectivos todas as semanas, lutar para vencer em todos os jogos, seja em casa ou fora. Vamos criar uma equipa forte para atingir os objectivos."


Vítor Campos desponta na Académica na temporada 1963 / 1964, participando em 24 jogos e marcando um golo. Nesta época, recorde-se, a Briosa era treinada por José Maria Pedroto, que seria nesse ano substituído pelo seu adjunto… Mário Wilson.

 Hino da Académica

Get Adobe Flash player

 Sócios

Faz-te Sócio

 Histórico e Palmarés

Histórico e Palmarés

 Redes Sociais

 

 E-Sports

E-Sports

 Briosa Pelo Mundo

Briosa pelo Mundo

 Press Center

Press Center

 Newsletter da Académica

Clique aqui