Rss

Get Adobe Flash player

 
Académica e ISCAC assinam protocolo
Quarta, 04 Outubro 2017

A Académica e o Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) assinaram esta manhã um protocolo na sala VIP do Estádio Cidade de Coimbra que permite vantagens aos sócios e atletas da Briosa no acesso a MBA e Pós-Graduações. Por outro lado, a Académica terá também um papel importante no desenvolvimento de cursos de gestão desportiva no ISCAC.

O evento contou com a presença do Presidente da Direcção da AAC/OAF, Pedro Dias Roxo, e o Presidente do ISCAC, Manuel Castelo Branco, que se mostraram satisfeitos pela assinatura do protocolo.

“A Académica é muito mais que um clube do futebol: transporta o carácter, a natureza e a substância de Coimbra. Fazer um protocolo com a Académica é algo de muito importante na História da escola. É o clube da academia de Coimbra, é o clube dos estudantes. Nós fazemos parte dessa academia e esta parceria faz todo o sentido. Esta parceria permite recolher o know-how da Académica nas áreas do desporto. O desporto é um vector fundamental da escola. Estamos a trabalhar no sentido de ter MBA e Pós-Graduações em matéria do desporto e gestão desportiva. Queremos ter um mestrado em gestão desportiva e a Académica será um parceiro fundamental nesta área.”, frisou Manuel Castelo Branco, Presidente do ISCAC.

“É um orgulho muito grande para a Académica poder associar-se a uma marca com o prestígio do ISCAC. É uma parceria que vai de encontro ao que é a Académica. Este é o ADN da Académica, uma Académica aberta à Academia, que se vira para Coimbra e para os seus estudantes. Estamos a trabalhar em conjunto para que a Académica e o ISCAC possam apresentar um curso na área da gestão desportiva. Podemos ter um papel importante na Região e também no País no lançamento de novos cursos na gestão desportiva.”, disse Pedro Dias Roxo, Presidente da Direcção da Académica.



Durante um jogo entre a Académica o Benfica, dois jogadores lesionam-se depois de um choque. Os massagistas das duas equipas entram no campo a correr, sendo que o do Benfica era conhecido como o “Mão de Pilão”. Mas foi o da Académica, Guilherme Luís, quem chegou primeiro aos jogadores lesionados. Da bancada, o médico Ângelo Mota disse “Olha, o “mão de pilinha” ganhou ao “mão de pilão!”. A partir daí, Guilherme Luís ficou conhecido como o “Pilinhas”.

 Hino da Académica

Get Adobe Flash player

 Sócios

Faz-te Sócio

 Histórico e Palmarés

Histórico e Palmarés

 Redes Sociais

 

 E-Sports

E-Sports

 Briosa Pelo Mundo

Briosa pelo Mundo

 Press Center

Press Center

 Newsletter da Académica

Clique aqui