Rss

Get Adobe Flash player

 
AAC/OAF: Frases que fizeram História
Segunda, 13 Junho 2011

O Site Oficial da Académica vai levar até si, nos próximos dias, algumas das frases que perduram na História da Briosa e que não mais foram esquecidas.

Durante a paragem competitiva não queremos que fique com saudades da bola e por isso vamos recordar um pouco daquilo que nos torna diferentes dos restantes clubes.

A primeira frase que queremos levar até si pertence a Armando Sampaio, uma figura ímpar no seio académico. O "Sampaio da bola", como ficou conhecido em Coimbra, fez quase todas as posições enquanto jogador e foi também dirigente da Briosa, ao mesmo tempo que estudava Medicina.

Claro que, com tantos afazeres, o curso acabou por ficar para trás e só em Lisboa o conseguiu concluir. Contudo, Armando Sampaio nunca se desligou da Académica tendo deixado para a posterioridade o seu livro "Football para o Serão", onde se dedicou a defender várias teses e a publicar inúmeras reportagens e crónicas sobre a Académica.

Uma das frases que mais marcou esta paixão que existia entre Armando Sampaio e a Briosa acaba por ser bem curiosa e explica na perfeição o verdadeiro sentimento que o "Sampaio da bola" nutria por Coimbra e pela Académica: "Ao abandonar a Lusa-Atenas deram-me um cinzeiro de prata com dedicatória, e pronto. Ficaram saldadas as contas. Unhas, cabelos, tempo e mocidade que lá perdi, tudo ficou pago com aquela recordação, que para mim vale mais do que uma fortuna".

Contudo, o que aqui pretendemos recordar é uma das teses que Armando Sampaio defendeu no livro "Football para o Serão", escrito em 1944. Fique a par do "manifesto académico".

"Vós sois dos melhores do país. Fui o primeiro a afirmá-lo, há dois 

anos, quando nem vocês supunham quanto valiam. 

Tendes dado já sobejas provas de merecimento, que 

confirmam a minha opinião. Tenho a certeza de que 

todos envergam o equipamento com amor, porque a 

camisola preta tem a virtude de se agarrar ao coração 

de quem a veste. Que vos falta para vencer? 

Absolutamente nada. Basta que todos vos compenetreis 

de que os adversários não são nenhuns papões. 

Basta que entreis no campo convencidos do vosso 

real valor e dispostos a triunfar à custa dele e da 

vossa tradicional ‘genica’, para que os resultados 

sejam outros. Tende sempre presente que a acompanhar-

vos, em espírito, estão muitos milhares de 

antigos estudantes, que anseiam pelo vosso triunfo. 

Para terminar, quero pedir-vos, no interesse de 

todos nós, que respeiteis com dignidade o físico dos 

adversários. Vencê-los, em luta leal, dar-lhes-á mais 

arrelia do que fracturar-lhes uma clavícula. A melhor 

rasteira que podeis passar em campo é levar a bola 

ao fundo das redes adversárias. E quando, esporadicamente, 

os resultados nos forem adversos, sabei 

mostrar, com académica diplomacia, que sois em 

Portugal os únicos cultivadores do chamado espírito 

desportivo”.




"Estou na Alemanha mas o meu espírito está em Coimbra. Nunca me esquecerei do que aí passei. Se tiver a oportunidade de voltar, irei sem olhar para trás!", Sissoko, após se ter transferido da Académica para o Wolfsburgo, da Alemanha, em 2012.
 Sócios

Faz-te Sócio

 Loja Online

Loja Online

 Histórico e Palmarés

Histórico e Palmarés

 Redes Sociais

 

 E-Sports

E-Sports

 Briosa Pelo Mundo

Briosa pelo Mundo

 Press Center

Press Center

 Newsletter da Académica

Clique aqui